lindíssima lua

lindíssima lua. tão clara
ilumina a minha alma
e enche meu peito de calma.
como o sorriso de Lara.

lindíssima lua. tão bela
toma a noite e irradia,
enche o céu com a poesia
do brilho dos olhos dela.

Anúncios

Você me olha

Você me olha de um jeito
Calado
Você me fala de um jeito
Observador
Você me deixa de um jeito
Apaixonado
E você rouba do meu peito
O meu amor.
Por mais que eu tente controlar
O sentimento
Por mais que eu tente não olhar
A cada instante
Por mais que eu tente disfarçar
Eu não agüento
Por mais que eu tente ignorar
Não é o bastante.
Se eu quero um beijo
É só o seu beijo
Que eu quero
Quero saber o sabor
Dos seus lábios
Que são moldura
Do mais lindo
Sorriso.
Se quero um abraço
É em seu corpo
Que eu penso.
E penso sempre
Que me olha,
Calada.

Anjinha

Vez ou outra
O amor chega de mansinho
A passos de passarinho
E ninguém nem se dá conta.
Aí apronta,
Desassossega a gente,
Faz a vida, de repente,
Virar de ponta cabeça.
Há quem mereça
Ganhar reciprocidade,
Achar a paz de verdade
No olho do furacão.
E há quem não.
Não sei de mim
Se não ou se sim.
Ou se talvez, talvez.
E dessa vez
O amor chegou devagar
Com a calma do teu olhar
Na brisa do teu perfume.
E eu, não estava imune,
Me vi de frente pro amor

Faço de conta que o mereço
E, por isso, não te esqueço
Desde o dia em que te vi.