cuando sucede el amor

cuando sucede el amor,
las dos almas perdidas
se encuentran y se abrazan calidas,
nace una estrella en el ciel
y quien ama siente en su piel
la brisa de la felicidad.
verdad!
yo mismo he sentido
cuando, distraído,
me di cuenta que ojos de ella eran lindos.
seguro, los más lindos que he visto.
santo cristo!

cuando sucedió el amor,
yo respiré fragancias de flor,
y mi mundo en blanco y negro,
ganó una nueva color.

Anúncios

Se longe

Se longe dos meus braços, por pior que seja,
Temos a nos proteger, a sincronicidade,
Com todas as boas surpresas que ela enseja,
E que me fazem acreditar na felicidade.

Se longe dos meus braços, por demais distante,
Te viras a mirar meus olhos quando te chamo,
Acalentas minha alma naquele instante,
E me brindas com a certeza de que te amo.

Sorriso encarnado

Eu amo você.
Amo sua voz
E cada palavra doce que ela diz
Ou não.
Amo segurar a sua mão.
E nosso abraço.
Amo nosso passo a passo
Rumo à felicidade.
Amo nossa quase insanidade
Que nos trouxe aqui.
Amo quando você sorri
Esse sorriso encarnado.
Amo ser seu namorado.
Amo sua boca, na minha boca
Quando você fica louca
Na nossa cama.
Amo esse seu olhar que grita
Que você me ama.
Amo tudo o que vem de você
E amo não saber o porquê.
Amo seu perfume
Que fica
Quando você vai embora.
Amo quando fala baixinho
Que me adora.
Amo muito. Pra sempre.
Amo agora.
Eu amo você.

Ode ao meu amor

eu amo você.
e não é pouco.
amo como um garoto,
um adolescente,
e feito um louco.
amo a sua voz.
amo o seu jeito.
e descansar minha cabeça no seu peito.
o nosso abraço,
com suas mãos nas minhas costas
como um laço.
de presente.
amo tudo o que é seu.
e amo o que é da gente.
amo quando você vem.
quando se encaixa
e até quando diz que acha
que eu me acho.
prefiro quando fala baixo,
mas mesmo quando grita
meus olhos denunciam
que acho você a mais bonita!
eu amo você.
nem sabe o quanto…
mesmo eu, quando vejo o que sinto,
me espanto…
amo tudo.
amo inteiro.
amo seu perfume no meu travesseiro.
amo seu toque,
e mesmo por esse seu fraco
por punk rock,
tenho simpatia.
amo toda sua intensa poesia.
a que você traz nos olhos
e no sorriso.
amo essa sua quase falta de juízo.
amo seus lábios
e o nosso beijo.
amo quando olho pra você
e em você me vejo.
assustadoramente parecidos.
amo sua gargalhada.
e amo quando você diz
que quer ser minha namorada.
pra sempre.
tomara!
amo quando você fala, fala, fala…
nunca para.
eu amo você.
e é bastante.
amo cada palavra. cada gesto. cada instante.
amo quando você faz planos
pros nossos próximos, alegres,
se Deus quiser, muitos anos.
eu amo você.
eu peço pra gente, felicidade.
e que seja assim na terra
como no céu.
com a benção da Princesa Carolina
e sob as asas do Arcanjo Rafael.

red lips

Red lips
Linger in my dreams,
Reminding my best trips.
Always on my mind
Bringing some of the most kind
And sweet memories.
Red lips
Wake up my soul
And put my heart on leaps.
Make my life shines
Like sun,
Hit my eyes as a gun.
A gun of passion
Teaching me a lection.
And when I saw those red lips
I traded my life for a kiss
Otherwise, dear, I never could know
What I would really miss.

A Bailarina e o Poeta

a bailarina e o poeta,
uma história de amor.
minha predileta.

ela, tão linda,
baila, formosa
e iluminada,
e deixa a plateia
encantada,
com seus perfeitos
trejeitos.
com seu perfume.

ele, disfarça mal
o ciúme,
e arranca de dentro do peito
um poema imperfeito
que fala do que ele sente.

ela, ainda um pouco assustada,
ri, porque acha engraçada
sua condição de musa.
aí, então, ele abusa
e entrega poemas e trovas
que servem, a ela, de provas
daquele amor que ele diz.

ela, acredita.
e, ainda mais bonita,
segura a mão do poeta.

e a vida fica completa.

ele, agora, sempre encontra a rima,
faz de cada verso, obra-prima,
que acende o coração de quem lê.

ela, por certo, ainda dança.
mas agora em pas de deux.

Toda a beleza do mundo

Toda a beleza que tem no seu sorriso
Traz toda a leveza de alma
Que preciso.
Desperta paixão
Onde já não havia
E faz voltar à cena,
Nascer da minha pena,
Poesia.

Toda a beleza que tem no seu olhar,
Traz toda a vontade que eu tenho
De amar.
Acende o desejo, a ternura,
O carinho.
Me faz querer trilhar,
Te acompanhar
Em teu caminho.

Toda a beleza que eu vejo no mundo,
Tenho certeza que, no fundo,
Vem de você.

Da Bailarina

Meu coração é da bailarina.
E só dela.
A que espio, escondido,
Pela janela.

Moça dos passos suaves
Das lindas pernas.
Faria juras eternas
Ao seu ouvido.
Queria ser seu namorado,
Amante,
Marido.
Queria
Que ela trouxesse pra perto
Sua alegria.

E que suas mãos,
Que desenham no ar enquanto dança,
Me acarinhassem
Como a uma criança.
Meu coração é da bailarina.
Aquela,
De todas na sala,
A mais bela.
A que sorri
O sorriso mais bonito que eu já vi.

Moça de modos delicados.
Tanto brilho.
Tantos predicados.
Nem percebe que me encanta.
Nem sabe que me fascina.
Meu coração é dela. Só dela.
Da bailarina.

minha namorada

minha namorada me olha
com olhos
cor de caramelo.
e se sorri pra mim,
sorri
o seu sorriso mais belo.
traz seu peito pro meu peito
e faz de nós um só,
em um abraço perfeito.
ao meu ouvido,
sussurra o amor, bem baixinho…
e sente a nuca arrepiar
se eu retribuo o carinho.
tão linda, nua…
que minha boca beija toda, tudo,
até
achar a sua.
a pele clara
guarda pertinho do coração
um desenho bonito
de uma constelação.
que é minha. ela me deu.
assim como sua mão, que, na minha mão,
me faz querer ser
pra sempre seu.

Chico Canta

a noite calada, quieta,
escuta o chico entoar
minha canção predileta.
calado, eu também.
aguardo sonado por ela,
que não vem.
há quase dez anos,
mesma rotina.
mesma menina.
tantas idas, tantas vindas
tantas mudanças.
tantos caminhos distintos.
mas a mesma certeza
e os mesmos
instintos.
a noite calada, quieta,
me abraça.
me acompanha.
e faz essa paixão parecer
menos estranha.
na foto,
revejo seu rosto.
imagino seu gosto.
alimento meu desejo,
com a saudade,
única coisa dela, que tenho à mão.
e já não dorme vazio, meu coração.
logo, mais um dia virá.

chico ainda canta. e me pergunta:
o que será que será?

Branquinha

Meu amor, branquinha,
Quando tua boca
E a minha
Inventaram o nosso beijo
E nossas mãos, nossos dedos,
Deixaram pra trás os teus medos,
Se entrelaçaram, num nó,
Nossos caminhos,
Antes dois, pra dois sozinhos,
Se transformaram num só.
E a vida ficou mais feliz!
Mais colorida,
Engraçada.
Mais musical,
E falada!
E mesmo que, às vezes, aflita,
Mesmo que, às vezes, zangada,
É você a mais bonita!
Só você, amor, minha namorada!

Sempre

Quando a minha boca encontra a tua
E respiramos, nós, num só compasso.
Quando, inebriante, andas nua
Segura em dar-se, inteira, ao meu abraço.
Quando sorris, calada, do que sugiro
Ou gargalhas alto do meu ciúme.
Quando já não estás mas ainda respiro,
O ar presenteado com teu perfume.
Quando acordo do teu lado em nossa cama,
Eu sei que essa paixão é verdadeira.
E mais, eu sinto o mesmo que quem ama,
Define como amor pra vida inteira!