Carnaval

O carnaval que eu gosto não está nas ruas,
Não está tampouco em coloridos foliões.
Não está nas moças esculpidas, seminuas
Nem nos desfiles que enfeitiçam multidões.

O carnaval que eu gosto é mais sereno,
Sem batucada, sem bloco. E sem escola.
Tem meu calado querer teu corpo moreno
Que, doce, evolui. Como samba de Cartola.

Deixe uma resposta