minha alma de presente

queria dar-te um presente
que usasses todo dia.
pensei em jóias,
perfumes,
mas preferi poesia.

leva contigo meus versos
pra qualquer canto do mundo
e abre só se quiseres,
como é comum às mulheres,
degustar um amor profundo.

os versos que vertem vivos
da pena com que escrevo
saberão ser incisivos
ao dizer-te o que não devo:

eu te amo mais que a tudo.
quero ver-te, ter-te. nua.
quero mais: que minha alma
seja pura, seja viva.

seja somente tua.

Deixe uma resposta