a porta

Então, com o peito ardendo a febre da agonia
Olho para a porta aguardando a tua entrada
Como se te trouxesse da vida, para a poesia
De versos, que são passos nossos, em uma só estrada.

Deixe uma resposta