Linda!

Lindo é o poema de amor
Se lindo é o amor do poeta
Que não cria, Interpreta
Palavras que se ocultam
Nos doces modos da musa.
O poeta não faz nada
Além de garimpar
A sua doce amada.
Cada olhar, sorriso.
Cada gesto
Num instante, torna-se
O mais puro manifesto
De amor.
Linda é a poesia
Se linda é a musa, que cria
A cada instante,
Dia-a-dia…
As palavras
Que o poeta escreve,
Mas não se atreve
A inventar…
Os versos, o poeta respira,
E vêm da musa, que transpira,
Sedução,
Ternura,
Paixão.
Linda é a tua poesia,
Porque linda tu és…
Porque louco por ti é o poeta,
Que tu tens aos teus pés!

Deixe uma resposta