Inevitável

Não há poesia no mundo
Que consiga exprimir
Esse amor tão profundo
Que eu insisto em sentir.
Não há versos que alcancem
Seu sentido ou dimensão,
Tampouco rimas que entrancem
O sentimento e a razão.
É um amor inefável,
Uma paixão inenarrável,
Um desejo inexplicável…
De um poeta inexorável
Com uma força inesgotável
E uma ânsia incontrolável
Pela musa inestimável
De alma inabalável
E coração inescrutável.

Tragédia inevitável?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s